JESUS CHOROU: VIVENDO O LUTO COM O MESTRE

Baixar Versão em PDF

Pode nos pegar de surpresa, pode vir depois de uma doença prolongada… Quando a morte chega à nossa porta, levando alguém que amamos, um período de turbulência, de dor e de incertezas surge também.

Não é fácil viver o luto, mas a boa notícia é que não precisamos vivê-lo sozinhos. Jesus chorou, também!

Desde a minha adolescência, o trecho bíblico em que Jesus chora pela morte de seu amigo Lázaro sempre me intrigou. Por que Ele havia de chorar, se sabia que iria ressuscitá-lo em seguida? Qual foi essa mensagem? Só entendi depois da morte do meu pai, quando o luto chegou muito perto de mim. Ali eu pude ver que Jesus nos mostrou que Ele se importa conosco! Não é indiferente à nossa dor ou acha que devemos passar por ela sem sentir. Ele nos compreende. Não precisamos esconder nossas lágrimas, não precisamos mostrar uma força que não temos. Precisamos acolher a dor e nos acolher nesse momento.

Não há preparação possível para viver o luto, mesmo quando estamos diante de uma doença prolongada e fatal. Nunca estamos prontos para isso. Só quando chega a notícia da morte é que temos que lidar com ela, do jeito que pudermos. A dor é universal, mas o modo como ela é vivida é muito particular e deve ser respeitado.

Aprender sobre o luto com o Mestre é viver essa dor junto com a esperança do reencontro. A morte foi vencida por Jesus. Já não é mais um ponto final nessa história, mas um recomeço no Céu.

Cada período que passamos na fase do luto nos traz novos desafios a superar: dias anteriormente comemorativos, o lugar vazio à mesa, a volta aos locais importantes vividos com o ente querido… A vida continua seguindo, mesmo que a quiséssemos parada até nos recuperar por completo. Precisamos de companhia nesse processo e saber que Jesus está conosco nos permite ver que a força que recebemos dele ajuda-nos a viver cada etapa como deve ser vivida.

O senso comum fala que não temos um manual para viver, mas o temos, sim. Temos a Palavra de Deus. É nela que encontramos força para os dias difíceis, consolo para nosso choro, esperança para a morte. Jesus chorou por nós e conosco. Essa é a nossa força para enfrentar a dor do luto.

Durante a escrita do livro Jesus chorou: vivendo o luto com o mestre, quis ser companhia para os enlutados, mostrar que percorri as mesmas estradas de dor e que sabia o que estavam passando. Ao mesmo tempo, com a Palavra de Deus, busquei a solução para essa dor, a luz da vida.

O caminho que os enlutados percorrem é repleto de desafios. Cada dia de luto traz consigo um obstáculo a ser vencido. Muitas vezes, as pessoas próximas não conseguem ajudar, por mais bem-intencionadas que sejam. Jesus chorou: vivendo o luto com o mestre é um livro que quer abraçar o enlutado e dizer “Passei por isso, estou aqui” e também servir de orientação a quem não sabe o que fazer para ajudar. Não há aula para nos ensinar a passar por isso, mas Jesus deixou seu choro para nos mostrar que é uma jornada a ser percorrida, em que a dor deve ter lugar de repouso em Deus.

Fugir da conversa sobre a morte não nos torna imunes à dor. O mais importante é saber que a morte é um convite à vida. Enquanto estivermos aqui, devemos viver da melhor maneira que pudermos, sendo solidários aos outros e sempre buscando a proximidade de Deus. A morte é a transformação da nossa fé em realidade no Céu. Aqui ou lá, sabemos que Deus nos promete estar conosco até o fim e é isso que anima cada passo da nossa caminhada, por mais dolorosa que seja.

Não estamos sós, porque Jesus chorou. Sempre teremos sua companhia nos momentos mais difíceis.

Editorial

Produção Editoral feita em parceria com a Agência Minha Paróquia

Start typing and press Enter to search